Login: Senha:

» Uma vida entretendo turistas não é vida para um animal


Todos nós deveríamos conhecer a trágica realidade que  os animais vivenciam na indústria do turismo. Quando um elefante é arrancado de seu habitat e de sua família para entreter turistas, a dor física e emocional passa a acompanhá-lo todos os dias. Sua trágica trajetória no turismo começa com "quebra" dos seus instintos naturais, um processo doloroso que envolve espancamentos, chicotadas, fome e sede. Às vezes, durante semanas. As possibilidades deste animal voltar a se relacionar com sua mãe e irmãos são reduzidas a zero, já que ele é separado da sua manada nos primeiros meses da sua vida.

Uma vida no turismo não é uma vida digna para um elefante, nem qualquer outro animal silvestre. Ao redor do mundo, milhares de animais estão sendo retirados de seus habitats e criados em cativeiro pela indústria de entretenimento. Eles sofrem em todas as etapas deste comércio cruel e são submetidos a uma vida miserável em péssimas condições, em cativeiros que não podem atender às suas necessidades naturais.

Um movimento global está sendo concretizado pela World Animal Protection para proteger os animais silvestres contra a falta de ética no turismo. Esta indústria cruel tira vantagem de um nobre animal para lucrar com os ingressos de turistas, que certamente desconhecem o sofrimento que os elefantes passam todos os dias para que possam ser montados ou realizar truques.

Participem desse movimento.Uma vida entretendo turistas não é vida para um animal. 

Acesse:

http://www.worldanimalprotection.org.br/silvestres-nao-entretenimento?%20%20utm_source=04_oct_2015&utm_medium=email&utm_campaign=BR_WinE_hub



Comentários

 

Postagem em questão: “Uma vida entretendo turistas não é vida para um animal”

Mande um comentário

 

Diga-nos que esta pensamento...
Sua participação é muito importante para nós!